TCU recomenda que Caixa não libere empréstimo para governo do Piauí

O pleito do deputado federal Rodrigo Martins foi atendido pelos ministros do tribunal de Contas da União e o empréstimo foi suspenso.

A representação interposta pelo Deputado Federal Rodrigo Martins  tendo por objeto possíveis irregularidades constantes de Relatório de Auditoria do TCE/PI acerca da execução do Contrato de Financiamento 0482.405-71 , no valor total de R$ 600 milhões, firmado entre a Caixa Econômica Federal (Caixa) e o Estado do Piauí, no âmbito do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), em relação à prestação de contas da primeira parcela do empréstimo e à ausência de declaração de inadimplência do Estado do Piauí por parte da Caixa.

Foto: reprodução/ascomSede do TCU - Brasília
Sede do TCU - Brasília

VEJA NA ÍNTEGRA O ACORDÃO DO TCU:

 Segundo a Cláusula Primeira, item 1.1, do termo do contrato, o financiamento, ‘proveniente de recursos ordinários da CAIXA’, tem a ‘finalidade única e exclusiva de financiar as despesas de capital, classificadas como investimentos previstas no PLANO DE INVESTIMENTO do Estado do Piauí referente ao período de 2017 e 2018’.

O Relatório de Auditoria do TCE/PI, de 13/3/2018 que embasou a presente representação, assim resumiu os seus achados de auditoria: a) ‘violação do dever de transparência e prejuízo às ações de controle externo’; b) ‘anulação de despesas pagas para reempenho em fonte diversa’; e c) ‘da impossibilidade de custeio de despesas correntes’.

O autor da representação, em aditamentos nas peças 2 e 3, pediu a concessão de decisão cautelar desta Corte de Contas no sentido de ‘suspender imediatamente o repasse financeiro da segunda parcela do empréstimo (...) até que se comprove a regular aplicação dos recursos liberados na primeira parcela nas obras discriminadas no plano de trabalho, conforme o cronograma previsto no contrato, a ser constatado após regular vistoria do ente financeiro’.

O pleito do deputado federal Rodrigo Martins foi atendido pelos ministro do tribunal de Contas da União e o empréstimo foi suspenso.

Fonte: REDAÇÃO

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua opinião sobre porte de armas no Brasil?

  • 5,97%
  • 19,4%
  • 41,79%
  • 4,48%
  • 8,96%
  • 10,45%
  • 7,46%
  • 1,49%

Total: 67 voto(s)

Encerrada em 30/11/2017 17:07

Últimas Notícias

1