Secretário Fábio Abreu: "Queremos ser o estado mais seguro do Brasil"

Depois que o Atlas colocou o Piauí o estado mais seguro do nordeste, o secretário Fábio Abreu disse que vai trabalhar para banir a violência

Secretário comentou sobre os números e sobre a possível existência de facções criminosas no estado; segundo o levantamento, seriam quatro facções.

Foto: DivulgaçãoSecretário de Segurança pública do Piauí Fábio Abreu
Secretário de Segurança pública do Piauí Fábio Abreu

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgou nesta segunda-feira (05/08) os dados do Atlas da Violência 2019. O estudo revela os índices de homicídios nos estados e municípios brasileiros que foram registrados no ano de 2017. O Piauí aparece como o estado do Nordeste menos violento e Teresina como a 15° capital mais homicida do Brasil.

Em se tratando de violência letal, o Piauí possuía duas regiões de destaque, em 2017, sendo elas o sudeste e centro-norte piauiense. O município Sebastião Barros era o mais violento do Estado com uma media de 87,7 homicídios; seguido de Caldeirão Grande do Piauí  com 70,4 assassinatos e Vila Novado Piauí com 68,2.

A média de homicídios por municípios do estado é de 11,4, uma das mais baixas do país. No entanto, o levantamento identificou a atuação de pelo menos quatro grupos criminosos no estado, são eles: FDN (Família do Norte), PCM (Primeiro Comando do Maranhão), Bonde dos 40 e PCC (Primeiro Comando da Capital).

Foto: DivulgaçãoFábio Abreu:”Nosso objetivo é chegarmos aos índices do estado mais seguro do Brasil, e não só do Nordeste”
Fábio Abreu:”Nosso objetivo é chegarmos aos índices do estado mais seguro do Brasil, e não só do Nordeste”

No Nordeste, o estado com maior taxa de homicídios estimada, em 2017, foi registrada no Rio Grande do Norte com 67,4 homicídios, seguido por Ceará com 64,0, Pernambuco com 62,3 assassinatos, Sergipe 58,9, Bahia com 55,3, Alagoas 53,9, Paraíba 33,9, Maranhão 31,9 e Piauí com 20,9, tornando-se o estado mais seguro.

TERESINA

A capital do estado registou a média de 39,4 homicídios. Pelo menos 319 pessoas foram assassinadas em Teresina no ano de 2017. O município, segundo o IPEA, abriga pouco mais de 850 mil habitantes e é a 15° capital mais violenta do país.

A campeã em homicídios é Fortaleza com a média de 87,9 assassinatos. Na outra ponta da tabela, com o menor índice está São Paulo com a taxa estimada de 13,2. O IPEA registrou 1.011 homicídios em uma população de mais de 12 milhões de moradores.

PARNAÍBA

A segunda cidade mais populosa do Piauí, está entre os 120 municípios que acumulam 50% dos homicídios estimados em 2017, junto com Teresina. Parnaíba registrou 38 homicídios, em uma população de pouco mais de 15o mil habitantes. A taxa estimada é de 27,9.

FÁBIO ABREU: “QUEREMOS SER O MAIS SEGURO DO BRASIL”

Nossa procurou o secretário de Segurança do Piauí Fábio Abreu, que comemorou os índices do estado. Segundo ele, que é deputado federal licenciado, o objetivo agora é tornar o Piauí o estado “mais seguro do Brasil”. Abreu falou que a presença de quatro facções criminosas no Piauí não é confirmada, no entanto, reconhece que há a presença de integrantes dos grupos no estado e argumenta que por esse motivo o levantamento atribuiu a presença dos grupos ao Piauí.

“Nós não confirmamos o domínio de nenhum território a essas facções. O fato é que há presos lá na Major César, Casa de Custódia, que fazem parte desses grupos. Não que nós tenhamos áreas dominadas por PCC ou FDN. Nosso trabalho é acompanhar e impedir que elas se instalem efetivamente no nosso estado. A gente fica feliz por conseguir permanecer como o estado mais seguro. O nosso objetivo é chegarmos aos índices do estado mais seguro do Brasil, e não só do Nordeste”, comentou Fábio Abreu. 

Fábio Abreu:”Nosso objetivo é chegarmos aos índices do estado mais seguro do Brasil, e não só do Nordeste” (Foto: Reprodução)

CLIQUE AQUI E CONFIRA NA ÍNTEGRA OS DADOS SOBRE O ATLAS DA VIOLÊNCIA

Fonte: OitoMeia

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua opinião sobre porte de armas no Brasil?

  • 5,97%
  • 19,4%
  • 41,79%
  • 4,48%
  • 8,96%
  • 10,45%
  • 7,46%
  • 1,49%

Total: 67 voto(s)

Encerrada em 30/11/2017 17:07

Últimas Notícias

1