Governador Ibaneis baixa o nível: "O TCU não serve para merda nenhuma"

Sobre o TCU, governador Ibaneis Rocha declarou: "Eles têm que tomar vergonha na cara e parar de atrapalhar o nosso trabalho. Gastam bilhões por mês e não servem para merda nenhuma"

O Governo do Distrito Federal lançou, na manhã desta quinta-feira (15/8), o Portal da Regularização para dar mais transparência processo de regularização fundiária no DF. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitacão, Mateus Oliveira, o objetivo da ferramenta é manter a população informada sobre quais áreas do DF são regularizadas e quais são passíveis de regularização. 

Foto: ReproduçãoIbaneis criticou a medida do TCU que proíbe o uso dos recursos do Fundo Constitucional do DF.
Ibaneis criticou a medida do TCU que proíbe o uso dos recursos do Fundo Constitucional do DF.

"O canal possibilita que qualquer pessoa tenha acesso rápido, fácil e claro. Os grileiros não poderão mais enganar a população. Agora, ela tem a informação das áreas que estão no processo de regularização. As áreas que não estão no portal, não são e nem serão regularizadas, porque estão em espaços impróprios para construção", declarou o secretário da Seduh.

Críticas ao TCU

Durante a cerimônia o governador Ibaneis Rocha fez duras críticas ao Tribunal de Contas da União (TCU), após decisão que proíbe a utilização dos recursos do Fundo Constitucional do DF (FCDF) para pagar a previdência de servidores da educação e da saúde. No discurso, o chefe do executivo local chegou a dizer que o órgão não serve para nada e que "se os ministros que moram aqui e não gostam da cidade que se mudem".

"Eles têm que tomar vergonha na cara e parar de atrapalhar o nosso trabalho. Gastam bilhões por mês e não servem para merda nenhuma", disse Ibaneis. Para ele, os ministros do TCU devem respeitar a população do DF. "Eles não respeitam a decisão da Constituição, de criar um Fundo Constitucional para a cidade que precisa se desenvolver na saúde, na segurança e na educação. Aqui eles só atrapalham", afirmou. 

O Correio procurou o TCU para para falar sobre as críticas do governador e aguarda 

Fonte: Correio Brasiliense

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua opinião sobre porte de armas no Brasil?

  • 5,97%
  • 19,4%
  • 41,79%
  • 4,48%
  • 8,96%
  • 10,45%
  • 7,46%
  • 1,49%

Total: 67 voto(s)

Encerrada em 30/11/2017 17:07

Últimas Notícias

1