Equipe criminal da Lava Jato na PGR entrega os cargos

Assinam a mensagem os procuradores Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita,Victor Riccely e Alessandro Oliveira.

Os integrantes do grupo da Lava Jato na PGR acabam de pedir demissão coletiva. Entre os seis procuradores que entregaram seus cargos, está Raquel Branquinho, chefe da área criminal.

Foto: DivulgaçãoProcuradora da República Raquel Branquinho do Ministério Público Federal
Procuradora da República Raquel Branquinho do Ministério Público Federal

O Antagonista obteve cópia de mensagem enviada aos membros do Ministério Público em que alegam “grave incompatibilidade de entendimento dos membros” com a “manifestação enviada pela PGR ao STF” ontem.

Eles não detalham qual seria a manifestação, que estaria em sigilo.

“Devido a uma grave incompatibilidade de entendimento dos membros desta equipe com a manifestação enviada pela PGR ao STF na data de ontem (03.09.2019), decidimos solicitar o nosso desligamento do GT Lava Jato e, no caso de Raquel Branquinho, da SFPO. Enviamos o pedido de desligamento da data de hoje.

Foi um grande prazer e orgulho servir à Instituição ao longo desse período, desempenhando as atividades que desempenhamos. Obrigada pela parceria de todos vocês.
Nosso compromisso será sempre com o Ministério Público e com a sociedade.”

Assinam a mensagem os procuradores Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita,Victor Riccely e Alessandro Oliveira.

O Antagonista apurou que a demissão coletiva anunciada pelo grupo da Lava Jato na PGR, que revelamos há pouco, tem relação com manifestação de Raquel Dodge sobre a delação do empreiteiro Léo Pinheiro.

Dodge enviou ontem ao STF a delação de Léo Pinheiro para homologação, mas pediu arquivamento preliminar de trechos do acordo que citam Dias Toffoli e Rodrigo Maia – antes que o ministro Edson Fachin pudesse avaliar o material.

Fonte: Oantagonista

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua opinião sobre porte de armas no Brasil?

  • 5,97%
  • 19,4%
  • 41,79%
  • 4,48%
  • 8,96%
  • 10,45%
  • 7,46%
  • 1,49%

Total: 67 voto(s)

Encerrada em 30/11/2017 17:07

Últimas Notícias

1