Governador W. Dias baixa decreto da "falência" anula todos os empenhos

Com essa medida extrema as varas dos feitos da fazenda pública do tribunal de justiça do estado poderá triplicar o volume de ações contra o estado.

O governador do estado do Piauí, Wellington Dias baixou decreto anulando todos os empenhos não liquidados, decretando de vez  a falência financeira do estado do Piauí. "É uma declaração de falência do estado e um grande calote aos fornecedores, muitos irão à falência", declarou um fornecedor do estado que pediu sigilo do seu nome.

Foto: Pauta Judicial/Telsirio AlencarGovernador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

Com essa medida extrema as varas do feito da fazenda pública do tribunal de justiça do estado poderá triplicar o volume de ações contra o estado.

Foi através do diário oficial do estado  de número 17.404,  publicado no útimo dia 06 de outubro, que o governador assinou o tão famigerado decreto que transformou a vida de milhares de fornecedores num inferno astral. A redação do Pauta Judicial recebeu centenas de pedidos para a publicação dessa matéria.


Talvez, nem o governo tenha imaginado o tamanho da repercussão que está no meio dos fornecedores que muitos estavam contando com esses pagamentos para pagar décimo terceiro salários de seus funcionários e arcar com as despesas de pagamentos de fornecedores que venderam para as empresas confiantes que receberiam seus pagamentos.

LEIA NA ÍNTEGRA O DIÁRIO OFICIAL QUE TRATA DO TEMA EM TELA

A redação do decreto que assume a falência da máquina financeira  estadual é bastante clara e bem direta: "O saldo dos emepenhos não liquidados, referente  a fonte do tesouro - fonte 100, serão anulados em 16 de outubro de 2017", diz o texto.

Foto: divulgaçãoDecreto do governador do Piauí
Decreto do governador do Piauí

Fonte: Redação

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua opinião sobre porte de armas no Brasil?

  • 5,97%
  • 19,4%
  • 41,79%
  • 4,48%
  • 8,96%
  • 10,45%
  • 7,46%
  • 1,49%

Total: 67 voto(s)

Encerrada em 30/11/2017 17:07

Últimas Notícias

1